Início Esportes Timbu pega Vitória em jogo ideal para triunfar, na teoria

Timbu pega Vitória em jogo ideal para triunfar, na teoria

Comentários desativados em Timbu pega Vitória em jogo ideal para triunfar, na teoria

FolhaPE

Encarar nos Aflitos o Vitória, lanterna do Campeonato Pernambucano, é na teoria o cenário ideal para o Náutico conquistar sua segunda vitória na competição e chegar ao terceiro jogo seguido sem derrotas em 2019. O duelo entre os clubes, na noite desta quarta-feira (6), pela quarta rodada do Estadual, também deve servir para o técnico Márcio Goiano observar mais atletas na equipe titular, procurando a escalação ideal para o Clássico das Emoções, contra o Santa Cruz, no fim de semana, pela Copa do Nordeste.

Logo após o empate em 1×1 com o Salgueiro, pelo Pernambucano, Goiano sinalizou que pretendia mexer no sistema defensivo. Sueliton, titular em todos os jogos do ano, pode ser poupado diante do Vitória, com Rafael Ribeiro e Diego Silva formando a dupla de zaga. Essa mudança não foi oficializada, mas outras duas vão acontecer. Não por opção, mas necessidade. O volante Josa e o lateral-esquerdo Assis estão se recuperando de dores musculares e não serão relacionados. Gabriel Araújo e Jiménez serão os substitutos.

“Gabriel vai jogar por uma necessidade devido à situação de Assis. Já Josa fez os exames, mas não saiu o resultado ainda. Mesmo se ele tiver condições, vamos por precaução deixá-lo fora também. Tirar Sueliton é uma possibilidade, mas ainda vamos ver. Certo é que Jorge Henrique e Robinho, que ficaram fora no jogo passado, voltarão ao time”, afirmou o técnico. Com o retorno da dupla ofensiva, Lucas Paraíba e Matheus Carvalho sairão do time.

Avaliando o desempenho do Náutico até o momento na temporada, o treinador não escondeu que o futebol apresentado está longe de agradá-lo. “Do que vi nos seis jogos, tenho menos gostado do que gostado (das atuações). Isso é por conta do meu nível de exigência. Sempre nos cobramos no pós-jogo e os atletas sabem que podem evoluir. Cabe a mim também no dia a dia passar essa tranquilidade e confiança aos jogadores”, afirmou o treinador. Em 2019, somando os confrontos do Estadual e do Nordestão, o Timbu venceu duas vezes, empatou uma e perdeu três, marcando 11 gols e sofrendo sete.

Vitória
Três derrotas, um gol marcado e nove sofridos. Segundo pior ataque e defesa mais vazada do Pernambucano. Os números do Vitória são terríveis no início da temporada. Ciente da dificuldade, o Tricolor tem o alento de pelo menos não estar tão distante dos outros clubes ameaçados de queda, como América (8º) e Petrolina (9º), ambos com um ponto cada. A esperança da equipe está nos pés do experiente atacante Gilmar, de 34 anos, ex-Náutico.

carregar mais artigos relacionados
comentários fechados