Início Regionais No Sertão e Agreste, dessalinizadores a base de energia solar realizam sonho da água na porta

No Sertão e Agreste, dessalinizadores a base de energia solar realizam sonho da água na porta

Comentários desativados em No Sertão e Agreste, dessalinizadores a base de energia solar realizam sonho da água na porta

PE Notícias

A Secretaria de Recursos Hídricos de Pernambuco intensifica o trabalho para a ampliação do serviço de dessalinizadores de água nas regiões do Agreste e Sertão do Estado.

A ação começou em 2015 com 90 equipamentos e chegou a marca dos 205 em funcionamento. Atualmente, são 63 municípios do Agreste e Sertão beneficiados, atendendo a 30 mil famílias. As cidades que mais têm equipamentos em funcionamento são Riacho das Almas (21), Passira e Sertânia (18), e Pesqueira (13).

O objetivo da secretaria é que esse quantitativo chegue aos 322 equipamentos até o final deste ano.

Para o secretário de Recursos Hídricos, Guilherme Rocha, a instalação e manutenção dos dessalinizadores é uma das prioridades do Governo Paulo Câmara.

“Esse trabalho tem uma importância social muito grande. Muitas pessoas tinham a água na porta de casa, mas não podiam usar. Com a instalação desses equipamentos, estamos colocando água potável para essas pessoas. Ou seja, é a realização de um sonho”.

“A implantação de um sistema compacto de dessalinização com energia convencional representa um custo em torno de R$ 100 mil. A manutenção de um sistema custa em média de R$ 600 por mês”, diz José Assis Ferreira, geólogo da secretaria.

Além de Assis, a Secretaria de Recursos Hídricos ainda conta com o engenheiro agrônomo Antônio Ferreira e o técnico Jorge Estanislau para fazer vistorias no local, monitoramento telefônico ou por e-mail com as prefeituras beneficiadas e como também junto aos operadores locais dos equipamentos.

“O Estado de Pernambuco é pioneiro na implantação de dessalinizadores que funcionam à base de energia solar. O primeiro instalado se encontra no município de Riacho das Almas”.

carregar mais artigos relacionados
comentários fechados